16/05/2022
Professor foi ao Procon contra Ports Trade e entrou com disputa no Pagseguro

Professor foi ao Procon contra Ports Trade e entrou com disputa no Pagseguro

Caso foi parar na Justiça; advogado e juiz não conseguem encontrar o trader para fazer a citação

Em 2018, o professor Josinaldo Geronimo da Silva, 36 anos, se deparou com uma propaganda do curso da Ports Trader, do trader gaúcho de Youtube Suriel Costa. Ele disse à reportagem do Portal do Bitcoin que gostou da proposta, mas antes de comprar o material mandou pelo menos três e-mails para a empresa perguntando se receberia todo o suporte prometido na publicidade.

“Os e-mails foram respondidos em menos de três horas. Em todos, eles afirmaram que eu teria suporte. No entanto, depois que decidi de fato comprar o curso, começou todo o problema”, disse Silva, que mora em Sinop, cidade do Mato Grosso a 420 km da capital Cuiabá.

Josinaldo disse que logo na primeira semana enviou para o trader um e-mail com dúvidas sobre análise gráfica. Ports, que garante “segurar nas mãos dos alunos durante a aprendizagem”, teria demorado 10 dias para responder, segundo ele. “E quando fez, mandou uma resposta sem nexo que não me ajudou em nada”, falou Silva.

O professor disse que mandou outro e-mail com novas dúvidas. Ports, no entanto, teria levado outros cinco dias para responder, falou. “Então eu encaminhei uma mensagem perguntando como seria a melhor forma de falar com ele, pois eu precisava entender alguns conceitos. Ele disse que mandaria o link de uma live que faria para explicar tudo. Não enviou o link, sumiu e parou de responder meus e-mails”.

Ports Trader no Procon

Por causa da falta suporte, Silva disse que decidiu recuperar o dinheiro — perdido e entrou com uma reclamação no PagSeguro, plataforma que serve como meio de pagamento. “Depois de 15 dias da reclamação, entrei no sistema para ver como andava a questão, mas recebi a mensagem que a disputa havia sido finalizada a pedido do vendedor (Suriel Costa)”.

O professor disse que encaminhou outros e-mails para o Ports. Nas mensagens, voltou a reclamar da falta de suporte e falou sobre o “embate” por meio do PagSeguro. Em resposta, recebeu de Costa a seguinte mensagem: “Nós havíamos solicitado que você encerrasse a disputa e você não fez isso”.

Silva disse que decidiu então procurar o Procon municipal de Sinop para tentar resolver a situação, mas também não deu muito certo. De acordo com ele, o órgão de defesa do consumidor enviou pelo menos quatro notificações para supostos endereços de Suriel Costa, mas todos os avisos de recebimento (AR’s) voltaram.

Ação judicial é proposta

O caminho encontrado pelo professor foi recorrer à Justiça. Em janeiro de 2019, ele entrou com ação por danos morais e materiais no Juizado Especial de Sinop. Até agora, segundo o advogado de Silva, José Roberto Leite, não houve decisão. “Nossa grande dificuldade tem sido encontrar o Suriel Costa para fazer a citação”, contou ele. Alegação semelhante foi feita por outro advogado.

Em manifestação dentro do processo de Silva, o juíz Walter Tomaz Costa, que analisa o caso, mencionou a dificuldade de encontrar o trader. “A nova tentativa de citação do corréu Suriel dos Santos Costa no Id. 29026354 foi expedida no mesmo endereço já tentado
nos autos e, assim, ignorando o novo endereço informado. Desta forma, determino a expedição de novo mandando de citação, via AR, no novo endereço trazido pela parte autora”, escreveu. Pelo menos quatro tentativas de citação foram feitas.

A reportagem entrou em contato com a Ports Trader por meio do suporte, mas nenhuma resposta foi enviada. O PagSeguro não enviou resposta até o fechamento desta reportagem.

Centenas de reclamações

Suriel Costa tem pouco mais de 1 milhão de seguidores no Youtube e 806 mil no Instagram. Em suas redes sociais, ele vende cursos e mentorias sobre mercado financeiro.

Alunos do trader, no entanto, têm reclamado da qualidade dos ensinamentos e da falta de suporte. Nos últimos seis meses, pelo menos 200 pessoas publicaram reclamações no Reclame Aqui. A nota de Suriel Costa na plataforma é de 5.4, em uma escala de 1 a 10. Em outubro, a nota era 7.

Fonte: Portal do Bitcoin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Gosta do Portal Tradesman? Por favor, compartilhe com seus amigos!